domingo, 3 de janeiro de 2010

UM ANO DO MASSACRE EM GAZA


Você sobreviveu ao genocídio
Você sobreviveu aos massacres
Você sobreviveu à humilhação.
Mas não conseguiram fazê-la odiar!
Destruíram sua casa
Destruíram sua escola
Destruíram sua infância
Mas não conseguiram fazê-la odiar!
Bela menina de Gaza
Tens muito a ensinar
Teu gesto redime a humanidade
Pois até os brutos podem se comover
Bela menina de Gaza
Bela rosa de Gaza
Teu gesto é a glória de seu povo
Bela menina-rosa de Gaza



Há um ano atrás, no dia 27.12.2008, a ocupação sionista das terras palestinas, mais conhecida como "Estado de Israel", perpetrou um dos mais vergonhosos crimes contra a humanidade deste século.

Com apoio estadunidense e conivência da União Européia e países árabes como Egito, o exército sionista, 4ª maior potência militar do planeta, incursionou pelo gueto sitiado de Gaza despejando bombas de fósforo e outros armamentos proibidos em civis e, ocasionalmente, em membros do Hamas, um dos grupos que resistem a ocupação.


O motivo da chacina foram os foguetes(rojões caseiros e imprecisos na verdade) que os militantes lançavam no território ocupado pelos invasores.


Saldo da tragédia:

1.400 mortos do lado Palestino, a maioria civis, sendo 400 crianças com até 14 anos de idade e

15 soldados sionistas.


Qualquer outra nação que tivesse comentido tal massacre seria defenestrada, sofreria sanções e, quem sabe, até mesmo uma intervenção militar, mas não foi o que aconteceu.


A imprensa mundial, com raras excessões, esforçava-se para dar uma aparência de "equilíbrio" ao conflito, algumas pessoas até mesmo achavam que os "terroristas" palestinos mereciam o castigo, os líderes mundias, tendo à frente o sorridente Nikolas Sarkozy, nada mais fizeram do que um jogo de cena.


É compreensível...É muito difícil condenar um carrasco que tem o controle de grande parte da produção simbólica mundial(veículos de comunicação, estúdios de cinema, de televisão, editoras de livros, etc.), quando controla ou tem enorme influência em outros setores estratégicos espalhados pelo mundo(cargos políticos, sistema financeiro, energético, etc.) e quando a vítima foi deixada à própria sorte, sem padrinho e sem poder contar sequer com os seus irmãos de fé.


Aos que, como eu, militam contra qualquer tipo de opressão, resta relembrar e divulgar o ocorrido, não deixar que tão abjeto crime caia no esquecimento, informar com o objetivo de não permitir que o tempo e a propaganda invertam as posições de vítima e algoz.


Disponibilizo algumas fotos do massacre em gaza, não porque gosto de vê-las, mas para que esse crime nunca seja esquecido. Jamais!!



Área civil bombardeada por caças f-16 do exército sionista.


Quem são os verdadeiros terroristas?



Criança palestina atingida por bombas de fósforo branco(arma proibida).


Quem são os verdadeiros terroristas?



Crianças de 11 anos mortas em bombardeio israelense na faixa de Gaza.


Quem são os verdadeiros terroristas?



Três irmãos palestinos mortos pelo exército de Israel durante o massacre em gaza.


Quem são os verdadeiros terroristas?



Bêbês palestinos feridos em ataque israelense ao gueto sitiado de Gaza.


Quem são os verdadeiros terroristas?



Mãe e filho feridos durante o ataque sionista ao gueto de Gaza.


Quem são os verdadeiros terroristas?



Fósforo branco(Arma proibida) lançada pelos terroristas sionistas em Gaza...



...e os seus efeitos em uma criança palestina.


Quem são os verdadeiros terroristas afinal?


FONTE: http://allanerick.blogspot.com/2009/12/1-ano-do-massacre-em-gaza.html

Impresionantes imágenes de uno de los ataques de Israel

a Palestina.


WebIslam
http://www.webislam.com/?idv=2033

2 comentários:

Flavio disse...

Assim é, amiga. Mas os tiranos passam, e as obras construídas pelo amor permanecem. :) Boa semana!

O Árabe disse...

Mas um dia virá a paz... desde que cada um de nós a cultive em si mesmo. Boa semana, amiga!