segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

APOIO E SOLIDARIEDADE AOS PALESTINOS

Não podemos nos esquecer da situação dos nossos irmãos Palestinos.


Gaza - Lo que Israel no queria que vieramos

Parte-1
Reportaje de Jon Sistiaga.




Gaza - Lo que Israel no queria que vieramos-2.




Gaza - Lo que Israel no queria que vieramos-3.




Gaza - Lo que Israel no queria que vieramos-4.



Gaza - Lo que Israel no queria que vieramos-5.


sábado, 13 de fevereiro de 2010

MENSAGEM DE SABEDORIA

A BUSCA E A LUZ

É para a luz, que nascemos.
Sempre haveremos de buscá-la
. E, ainda que por vezes nos envolva a escuridão aparente, o nosso verdadeiro Eu será capaz de encontrar o seu caminho para o esplendor do Infinito.
Deveis atentar para esta verdade. Porque, quando a tiverdes assente em vós, eis que tudo vos aparecerá sob um novo prisma; outros se tornarão os vossos valores, e outra será a vossa compreensão da Vida.
Então, estareis livres do jugo do tempo e do espaço. E abandonareis as vossas angústias, como o pássaro recém-nascido abandona o medo que o prende ao ninho e o impede de voar.
Certo é que o tempo vos envolve, como um oceano sem fim; e que necessitais percorrer os espaços deste mundo. Entretanto, é igualmente certo que dispondes da eternidade; e o espaço é apenas uma ilusão do corpo.
Como as notas da canção, podeis viajar no sopro do vento. E, como nos vossos sonhos mais lindos, sois capazes de voar ao encontro da felicidade; que inutilmente perseguis ao vosso redor, porque é dentro de vós que a ireis encontrar.
Em vós, estão as asas que vos podem levar ao Coração do Universo. E, se não o percebeis, é apenas porque demasiadamente vos apegais às vestes que vos recobrem em cada etapa da jornada.
Deixai-me lembrar-vos, entretanto, que no perfeito equilíbrio do meio se encontra a sabedoria. E, se de sentimentos não podeis alimentar o vosso corpo, por certo não é o pão cotidiano que alimentará a vossa alma.
Porque muito além da matéria vão os vossos sonhos. Que não refletem apenas as necessidades do corpo, mas também os anseios do vosso verdadeiro Eu, na sua incessante jornada em busca da luz.
É assim que é. E, como o barqueiro sábio combina a velocidade das velas à segurança dos remos, deveis saber dividir-vos entre as exigências do mundo e a realidade do Universo.
Deveis cuidar do vosso corpo, preservando-o e atendendo às suas necessidades, para que melhor vos possa servir. Entretanto, precisais também atender ao vosso verdadeiro Eu.
Cuidai para que não apenas vos saciem os alimentos, mas vos encantem o seu cheiro e sabor; para que no sexo possais encontrar não apenas a satisfação do corpo, mas a plenitude da alma.
Lembrai-vos de ouvir a musica do regato, quando nele vos banhardes; permiti que vos enleve o brilho das estrelas, quando por elas traçardes a vossa rota, e admirai o dourado do trigo, antes de colhê-lo para que em pão se transforme.
Aprendei a amar, nas vossas mulheres e nos vossos filhos, não apenas a sua beleza e o vosso orgulho, mas a essência do Ser, que necessita unir-se à vossa própria essência, para que possais caminhar verdadeiramente juntos.
Cultivai em vós a paz, a tolerância e a compreensão. Aprendei a perdoar, para que o ressentimento não seja um grilhão em vossos pés, atando-vos àqueles que, julgais, vos tenham ofendido.
Lembrai-vos de que sol e lua precisam encontrar-se, para que possa existir a beleza do crepúsculo; como o céu e a terra se unem, para formar o encanto do horizonte. Atendei às necessidades do corpo, mas cultivai também o aprendizado, em vosso verdadeiro Eu.
E mais breve se tornará a vossa jornada para a luz.

http://ohassan.blogspot.com/

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

TERREMOTOS - PROJETO HAARP

Marinha russa denuncia que os EUA criaram o terremoto do Haiti


A Frota Russa do Norte indica que o sismo que devastou o Haiti foi, claramente, resultado de um teste da Marinha norteamericana através de uma de suas armas de terremotos e que elaborou um diagrama de sucessão linear em relação aos terremotos denunciados que casualmente se produziram à mesma profundidade na Venezuela e em Honduras.
A Frota do Norte tem monitorado os movimentos e atividades navais dos EUA no Caribe desde 2008 quando os norteamericanos anunciaram sua intenção de restabelecer a IV Frota, que foi desmobilizada em 1950, e ao que a Rússia respondeu, um ano mais tarde, com a Frota comandada pelo cruzador nuclear “Pedro, o Grande” começando seus primeiros exercícios nesta região desde o fim da Guerra Fria.
Desde o final da década de 70 do passado século, os EUA “avançaram muito” o estado das suas armas de terremotos e, segundo estes relatórios, agora empregam dispositivos que usam uma tecnologia de Pulso, Plasma e Sônico Eletromagnético Tesla junto com “bombas de ondas de choque”.
O relatório compara também as experiências de duas destas armas de terremotos da Marinha dos EUA na semana passada, quando o teste no Pacifico causou um sismo de magnitude 6,5 atingindo a área ao redor da cidade de Eureka, na Califórnia, sem causar mortes. Mas o teste no Caribe já causou a morte de, pelo menos, 140 mil inocentes.
Segundo o relatório, é “mais do que provável” que a Marinha dos EUA teve “conhecimento total” do catastrófico dano que este teste de terremoto poderia ter potencialmente sobre o Haiti e que tinha pré-posicionado o seu Comandante Delegado do Comando Sul, General P.K. Keen, na ilha para supervisionar os trabalhos de ajuda se fossem necessários.
De acordo com outro relatório coincidente, existem dados que permitem estabelecer que o terremoto de Sichuan, na China, em 12 de maio de 2008, de magnitude 7,8 na escala Richter, foi criado também pela radiofrequência do HAARP.
Ao existir uma correlação entre a atividade sísmica e a ionosfera, através do controle da Radiofrequência induzida por Hipocampos, nos marcos do HAARP, conclui-se que:
1.- Os terremotos em que a profundidade é linearmente idêntica na mesma falha, se produzem por projeção linear de frequências induzidas.
2.- A configuração de satélites permite gerar projeções concentradas de freqüências em pontos determinados (Hipocampos).
3.- Elaborou-se um diagrama de sucessão linear dos terremotos denunciados em que casualmente todos se produziram à mesma profundidade.
- Venezuela, em 8 de janeiro de 2010. Profundidade: 10 km.
- Honduras, em 11 de janeiro de 2010. Profundidade: 10 km.
- Haiti, em 12 de janeiro de 2010. Profundidade: 10 km.
O restante das réplicas ocorreram em profundidades próximas dos 10 km.
Logo após o terremoto, o Pentágono informou que o navio-hospital USNS Confort, ancorado em Baltimore, convocou sua tripulação para zarpar para o Haiti, ainda que pudessem levar vários dias até a chegada no Haiti.
O Almirante da Marinha, Mike Mullen, chefe do Estado Maior Conjunto, disse que o Exército dos EUA trabalhava preparando a resposta de emergência para o desastre.
Fraser, do Comando Sul (SOUTHCOM), informou que navios da Guarda Costeira e da Marinha dos EUA na região foram enviados para oferecer ajuda mesmo que tenham recursos e helicópteros limitados.
O portaviões USS Carl Vinson foi enviado da base naval de Norfolk, Virginia, com sua capacidade de aviões e helicópteros completa e chegou ao Haiti nas primeiras horas da tarde de 14 de janeiro.
Outros grupos adicionais de helicópteros unir-se-ão ao Carl Vinson, declarou Fraser.
A Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID), já operava no Haiti antes do sismo.
O presidente Obama foi informado do terremoto às 17h52 de 12 de janeiro e solicitou ao seu pessoal que se a assegurassem de que os funcionários da Embaixada estivessem a salvo e que começassem os preparativos para proporcionar a ajuda humanitária que fosse necessária.
De acordo com o relatório russo, o Departamento de Estado, USAID e o Comando Sul dos EUA começaram seu trabalho de “invasão humanitária” ao enviar pelo menos 10.000 soldados e mercenários, para controlar, no lugar da ONU, o território haitiano após o devastador “terremoto experimental”.

Fontes:
Informações "oficiais" sobre o HAARP:

CONHEÇAM A HAARP - MAQUINA DE FAZER TERREMOTOS ARTIFICIAIS EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO
Haarp - controle climatico e mental
TERREMOTOS E HAARP: Em um documental se afirma que as essas ondas de radio-freqüência funcionam como un radar de um golfinho, entram até as capas tectônicas em busca de petróleo, ao fazer vibrar essas capas, elas emitem de volta ondas que conforme a leitura, se pode saber se há petróleo naquela região ou não.
CONTROLE MENTAL E HAARP:há estudos que dizem que nossas ondas alteram sob fortes emoçoes e passamos a ondas de 20hz de frequenciaa CRUZ VERMELHA já fez um informe alertando que as ondas de baixa frequência afetam não só a nossa saúde mas também a de animais.Passe essa informação para quantas pessoas puder, mesmo que nao acredite, nao prive uma pessoa que possa ser informada sobre o assunto, e busque saber mais sobre esse assunto, com muito cuidado com os meios de des.informação.
HAARP E NIKOLA TESLA
Há uma teoria de que o inventor do protótipo que viria a ser o haarp foi Nikola Tesla. Ele queria criar um mecanismo que fosse capaz de enviar energia elétrica GRATUITAMENTE a todas as regiões do mundo, desde países desenvolvidos até países em desenvolvimento. As empresas do setor, obviamente não viram interesse algum em uma tecnologia que enviasse energia de graça ao mundo inteiro. Ele acabou perdendo todo o patrocínio e teve que cancelar o projeto, encerrando-o em seu cofre, mas alguns estudiosos relacionam o fenômeno ocorrido em Tunguska a uma experiência de Tesla com dito protótipo, uma vez que o próprio Tesla havia dito que naquele dia enviaria um sinal a seu amigo que estava na região do polo norte, através de um sinal de luz no céu. Dita explosão foi uma fenômeno até agora considerado como a queda de um corpo celeste, pode ter sido em realidade um acidente durante a experiência. Uma vez constatado por Tesla que seu invento podia também ser usado como uma arma mortal, desistiu de seguir adiante com a pesquisa. Quando da sua morte, segundo teorias que circulam nos dias atuais, serviços de intelgencia tomaram a posse de todas as invenções de Nikola Tesla, passados mais de 63 anos de sua morte, todos os seus projetos siguem sendo classificados como secretos. Daí a teoria de que o HAARP em realidade, foi criado com base no projeto de Tesla.in English you can see: http://www.youtube.com/watch?v=MnRPZO...

Corajoso documentário da rede CBC News realizado pela jornalista Wendy Mesley, simplesmente incrível e corajosa, sobre o Haarp e a relação dessa invenção com o gênio incompreendido Nikola Tesla e o uso que fizeram de sua invenção.



http://sobre2012.blogspot.com/2010/01/teremoto-no-haiti-e-haarp.html


Terremoto no Haiti e Projeto H.A.A.R.P.

21 01 2010
Está já muito próximo o tempo, quando teremos a precipitação da umidade da atmosfera (chuvas) sob completo controle, e então será possível extrair quantidades ilimitadas de água dos oceanos, desenvolver qualquer quantidade desejada de energia, e transformar completamente o mundo por irrigação e agricultura intensiva. A maior conquista do homem por meio de electricidade dificilmente pode ser imaginada. (Nikola Tesla, cientista brilhante, descobridor das microondas)
Chuvas e energia sob controle de quem? Dos americanos que confiscaram suas anotações e, possivelmente, o assassinaram?? Do que mais falava as descobertas de Tesla, e do que mais seriam capazes suas “microndas”??
*******************************
Bem, não será nada fácil pôr em termos menos complexos um assunto tão complexo e com tantos dizeres científicos como esse, mas vou tentar. Aos que nada sabem do assunto, ou que tenham reservas em relação a ele, peço que leiam até o final. Todas as idéias aqui expostas se baseiam em fatos conhecidos ou, pelo menos, comprováveis, assim como se reportam a links amplamente divulgados e estudos sérios.
No dia 12 de janeiro último, como todos sabem, um terremoto, com intensidade de 7,3 graus na escala Richter, atingiu a região central do Haiti, devastando sua capital, Porto-Príncipe. Teria ceifado, segundo estimativas do governo local, umas 200 mil vidas, e atingido, direta ou indiretamente, cerca de 1 milhão de haitianos. Mas o que poderia haver de estranho, ou insuspeito, no caso específico desse terremoto??
Numa comunidade do Orkut que participo, começaram a correr comentários fortes de que o terremoto no Haiti teria sido provocado!! Antes de fecharem essa página, leiam até o final, por favor!!
No tópico “Minha opinião sobre o que ocorreu no Haiti”, no fórum da comunidade NOVA ERA -2012, a forista Marisa diz acerca do terremoto:
Em um noticiário londrino da NBC, comandado pelo jornalista Brian William, ele afirma que foi para romper os cabos de fibras óticas que transmitem dados entre os bancos norte-americanos, sul-americanos e sul-africanos, além de eliminar algumas pessoas reunidas no prédio das Nações Unidas. Segundo a reportagem, uma quantia trilionária de dólares estava sendo transferida para bancos paraguaios e uruguaios e alguns bancos sul-africanos.
(..) Bem eu não fiquei sabendo dessa notícia, mas, coincidentemente, houve um rompimento de fibras óticas no RS, que talvez faça parte dos [cabos] rompidos na América do Sul, e para tirar dúvidas quanto à veracidade da informação ter sentido, é que [verifiquei que] bate com o dia e horário que ocorreu [o terremoto] no Haiti.
Vejam isso: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&newsID=a2776494.xml&channel=13&tipo=1&section=Geral
O que está sendo discutido no mencionado tópico é a possiblidade de o terremoto do Haiti ter sido provocado por alguma grande potência, usando os conhecimentos de Tesla, representado por algum dispositivo de microondas que permitiriam a criação de pontos de ruptura sob a superfície terrestre, com intenções misteriosas: sabotagem, política internacional, redução forçada da população por parte de governos ricos (horrível de se pensar, mas lembram-se da Bomba Atômica??). Mas como assim, terremoto “fabricado”?? Afinal, não haveria a quem culpar; seria mais um desastre “natural”, em que os Estados Unidos se fariam necessários como “salvadores”.
Sobre o Projeto H.A.A.R.P.
Existe um tópico muito bom na comunidade sobre o grande Nichola Tesla, onde mostra como começou o tal projeto Haarp. Teoricamente é possível produzir terremotos ou pontos de ruptura por microondas, através da expansão das moléculas de água do interior das rochas. Se alguém já conseguiu fazer isto, não sei. É possível que Nichola Tesla tenha desenvolvido um dispositivo parecido e tenha se espantado com seu poder e assim tratou de destruí-lo e esconder as anotações que mais tarde foram confiscadas pelo governo norte-americano, o qual provavelmente pode ser o responsável pela sua morte. Alguns acreditam que o evento de Tunguska em 1908 foi o resultado de um teste realizado com o equipamento de Tesla, conduzindo uma carga eletromagnética através da Ionosfera. O objetivo de Tesla seria o de testar um sistema de comunicação de baixo custo que circulasse o Planeta. É claro que é um assunto que formará várias opiniões e cada um acreditará no que for mais sua realidade de visão.
(Marisa, in Minha opinião sobre o que occorreu no Haiti)
Eis uma descrição resumida do tal Projeto H.A.A.R.P.:
Por ROGÉRIO CHOLA
O projeto denominado High Frequency Active Auroral Reserach Program (HAARP), começou com o título de “experimento científico de comunicação” e hoje está enquadrado na característica de “Estratégia / Inteligência Tática / Guerra Eletrônica”. O objetivo seria o estudo da camada da atmosfera conhecida como Ionosfera. Hoje, sabe-se que a Ionosfera é uma camada de Plasma (o quarto estado da matéria e a susbtância mais comum que compõe o Universo conhecido).
(…)
A Ionosfera tem a capacidade de permitir comunicações de longo alcance em alta e baixa freqüências, principalmente utilizada em sistemas militares e de vigilância. O Sol tem um efeito considerável sobre esta camada, através do “vento” solar (sun flares) e ejeção de massa coronal (CME´s), as popularmente conhecidas “tempestades solares”, sendo capaz de provocar o total aniquilamento da comunicação via ondas eletromagnéticas (EM) em todo o planeta…
(…)
Outros fenômenos causados pela atividade solar são as “auroras” (eletrojatos ou “eletromotos”) que podem alcançar a potência de milhões de ampères (intensidade de corrente elétrica) e provocar vários fenômenos, induzindo esta fantástica corrente elétrica através das “linhas de força” que formam a matriz (grid) eletromagnética terrestre. Estes efeitos podem provocar desde mudanças no clima (com tempestades, furacões, relâmpagos) até mudanças no comportamento humano sob influência do forte efeito eletromagnético (EMI – Eletro Magnetic Interference).
Enfim, se algo ou alguém pudesse controlar estes eventos, teríamos um poderoso instrumento capaz de alterar o clima em certas regiões, eliminar o sistema de comunicação de um país e induzir a comportamentos “estranhos” na população e o aniquilamento de equipamentos militares eletrônicos através de Pulsos Eletromagnéticos (PEM) controlados.
(…)
Mas o mais “curioso” e ao mesmo tempo assustador é que esse tipo de equipamento possibilita a utilização de transmissões/emissões de ondas eletromagnéticas de baixa freqüência / comprimento longo (ULF-ELF-VLF) é possível se detectar, mapear e gerar imagens de estruturas subterrâneas e inclusive criar um sistema de comunicação subterrânea que não é afetado por qualquer tipo de atividade de superfície. (…) Quanto ao fato de tal dispositivo poder provocar terremotos seria uma possibilidade, pois o som é uma freqüência que quando direcionada, potencializada e em estado “ressonante” com a estrutura que se deseja atingir, pode provocar o total aniquilamento de tal estrutura como se esta fosse feita de material frágil.
http://arautodofuturo.wordpress.com/2008/11/21/harp-os-anjos-nao-tocam-esta-harpa/
Alguns fatos interessantes:
- Os cabos de fibras óticas, ligando bamcos do mundo inteiro, foram rompidos em sua comunicação América- África-Europa, e não somente na área do Caribe, mas também, simultaneamente, na costa sul da América do Sul.
- Está havendo um intenso fluxo de miltares americanos para o Haiti. Aparentemente, não há necessidade de tantas tropas num país arrasado e devastado. O que pretendem os espertos americanos?? Lá não há petróleo. Seria uma estratégia para começar a derrubar e/ou dominar países da América Latina, como a Venezuela??
- Para finalizar, ainda no assunto “armas”, se já não bastassem as armas Eletromagnetic Pulse (EMP) e High Power Microwave (HPM), veja o que nos aguarda em:
http://www.fas.org/spp/military/docops/usaf/2025/v3c9/v3c9-1.htm
« »

http://ebraelshaddai.wordpress.com/2010/01/21/terremoto-no-haiti-e-projeto-h-a-a-r-p/

Entre outros preciosos recursos naturais o Haiti tem uma reserva inexplorada de petróleo (http://www.resistir.info/a_central/haiti_oil.html).

Estão tentando mudar o alvo:

http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI4229658-EI308,00-Terremoto+de+graus+atinge+sul+do+Ira.html

Auroras, Projeto H.A.A.R.P. e terremotos recentes: qual a relação entre eles?

sábado, 23 de janeiro de 2010

A POBREZA DO HAITI

Porque o Haiti ficou pobre
Por www.amarchaverde.blogspot.com 22/01/2010 às 15:53

A antiga "Jóia das Antilhas" foi expoliada, saqueada pelos governos da França e Estados Unidos da América ao longo de sua trágica história. Deveria ser indenizada, como a Líbia está sendo indenizada pela Itália.
O evangélico norte-americano Pat Robertson
afirmou em seu programa de televisão nos Estados Unidos que o Haiti está sofrendo as tragédias atuais porque no passado teria firmado um pacto com o demônio para que o país conseguisse vencer os franceses na luta pela independência.
Pat Robertson é herdeiro do preconceito de uma sociedade sulista norte-americana que linchava e enforcava negros e descaradamente iam para as igrejas batistas, presbiterianas, anglicanas, pentecostais e outras, aos sábados e domingos, para louvar e cantar ao Deus Cristão.
Igrejas como a de Pat Robertson são racistas, criminalizam as religiões africanas, disseminam ódio entre as pessoas, são lobos vestidos de cordeiros.
Um país rico no passado
Quem assiste hoje as tragédias que assolam o Haiti deve considerar que o país já foi um dos mais prósperos das Américas.
Em 1804 o país conquistou sua independência da França, sendo a segunda república independente das Américas.
A terra era rica, produzia cacau, tabaco, café, algodão, índigo e frutas para os franceses. Dizem que 50% do PIB da França na época era retirado do Haiti, país chamado por todos de "Jóia das Antilhas".
Ao conquistar sua independência, o país passou a sofrer boicote dos países ditos "civilizados", como acontece hoje com Cuba e Coréia do Norte.
Os países poderosos se uniram para destruir a economia do Haiti, e a França exigiu nos tribunais internacionais que o país pagasse uma indenização de 150 milhões de francos.
O Haiti deixou de exportar seus produtos e pagou uma dívida inexistente ao longo de 80 anos, enriquecendo a França e empobrecendo os nativos.
Somente em 1922 a dívida inflada foi considerada paga.
Aproveitando do enfraquecimento do país, os Estados Unidos da América ocuparam o Haiti militarmente em 1915, passando a roubar (comprar por preços baixos) as riquezas naturais até 1938.
As tropas yanquees saíram do Haiti mas impuseram presidentes haitianos traidores como Duvalier pai e filho (Papa e Baby Doc) que se encarregavam de entregar as riquezas do país aos norte-americanos em troca da manutenção no poder.
O Haiti foi saqueado ao longo dos séculos pela França e pelos Estados Unidos da América.
O golpe final foi a monocultura, a cana-de-açúcar (a exemplo da soja no Brasil), que destruiu a produtividade da terra e transformou o país no mais pobre do continente.
Kadafi mostrou a verdade
O presidente e fundador - da União Africana, o líder Muamar Kadafi, foi o único a mostrar a verdade na questão da dívida histórica dos países poderosos com as nações exploradas e saqueadas nos períodos de colonização.
Kadafi tem uma proposta fundamental para resgatar a verdade e o equilíbrio nas relações entre os povos: os países que ficaram ricos saqueando as riquezas naturais dos povos colonizados devem indenizá-los. E ele vai mais fundo:
"os países pobres da África não são pobres, ficaram pobres porque suas riquezas foram roubadas".
A Líbia negociou e a Itália está indenizando o país por ter roubado e saqueado suas riquezas no passado. O mesmo deveria ser feito com todos os demais países, incluindo o Haiti.
A França e os Estados Unidos da América devem indenizar o Haiti pelas riquezas que saquearam, empobrecendo o povo haitiano às custas do enriquecimento dos franceses e norte-americanos.
José Gil, coordenador estadual do MDD (Movimento Democracia Direta) - Curitiba - Brasil

HUGO CHÁVEZ ACUSA EUA DE USAR SITUAÇÃO DE HAITI PARA INVASÃO E OCUPAÇÃO MILITAR

Hugo Chávez 1/3
Estados Unidos usa situación de Haiti para invasión y ocupación militar
Presidente Chávez: Bill Clinton nos quiso colocar más de 1000 marines en Venezuela durante la Tragedia de Vargas
Presidente Chávez denuncia que EEUU aprovecha situación en Haití para ocupar el territorio
Gobierno Bolivariano envía más de 6 mil toneladas de alimentos para el pueblo de Haiti http://bit.ly/6NO2tP
Dos aviones rusos partieron desde Maiquetía con ayuda humanitaria para Haitíhttp://www.aporrea.org/actualidad/n149000.html
Bill Clinton on #Haiti: It's Not Enough Just to Rebuild http://bit.ly/8eSkHO







Venezuela envía 2 Buques de la Armada con nueva ayuda humanitaria hacia Haití

Venezuela es uno de los primeros países en enviar ayuda humanitaria a Haití, más de 50 hombres entre médicos, paramédicos e ingenieros llegarán a suelo hondureño para ayudar con las labores de rescate y salvamento.

TeleSUR

http://multimedia.telesurtv.net/13/1/2010/1710/partio-ayuda-humanitaria-para-haiti-desde-venezuela/



sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

EUA NO HAITI

IAC: Alimentos sim, tropas não; fim à ocupação dos EUA no Haiti

Seguem os principais trechos do documento do IACenter (sigla em inglês do Centro de Ação Internacional), fundado por Ramsey Clark, ex-procurador geral dos EUA,repudiando a invasão de tropas militares dos EUA no Haiti

O Pentágono controla o aeroporto e o tráfego aéreo de Porto Príncipe.
Há, cada vez mais informações de que as organizações de ajuda têm acusado o exército dos EUA de centrar seus esforços em instalar suas tropas e retirar os seus cidadãos. Sob o pretexto de deter o saque, Estados Unidos obriga ao governo do presidente René Préval a aprovar medidas de urgência para delegar o controle da segurança ao Pentágono.

A presença militar norte-americana vem aumentando, dos 3500 soldados da 82° Divisão aérea e os 2200 marines até um número estimado em 10000 tropas.
É escandaloso que o povo haitiano se veja obrigado a suportar condições ainda mais duras para que os EUA possam expandir sua ocupação militar.

Segundo Jarry Emmanuel, da Organização World Food, “há um tráfego diário de 200 voos, o que supõe uma quantidade incrível para um país como o Haiti, mas a maioria deles são do exército dos EUA. Sua prioridade é controlar o país, a nossa alimentá-lo”.
Após o desvio sistemático de voos da Cruz Vermelha, a organização preferiu tentar entrar com caminhões através da República Dominicana. França, Brasil e Itália, junto com as maiores organizações de ajuda, estavam tão preocupados pelo desvio que apresentaram queixas formais.
Os voos argentinos, peruanos e mexicanos que transportavam equipes e material de ajuda foram igualmente obrigados a regressar.
Negou-se aterrissagem ainda à missão de ajuda da comunidade caribenha, Caricom.
Alain Joyandet, secretário de Estado para a Cooperação, do governo francês, declarou que havia apresentado uma queixa contra os EUA pela tomada do aeroporto:
“Apresentei um protesto oficial contra os EUA”, afirmou depois que um avião francês, que portava material médico, fora obrigado a regressar.
Hugo Chávez, afirmou que os EUA utilizam o terremoto do Haiti como pretexto para ocupar o devastado país.
Daniel Ortega declarou que os Estados Unidos têm se aproveitado do terremoto no Haiti para despejar suas tropas no país.
Desde 1804, quando houve a primeira revolução vitoriosa de escravos na história contra os colonialistas franceses, até hoje, Washington têm imposto continuamente sanções, pagamentos de dívida e intervido na intenção de acabar com a independência haitiana.
Os EUA ocuparam o país de 1915 até 1934 e também nos últimos 20 anos, agora o fazem outra vez.

Em 2004, o presidente Jean-Bertrand Aristide, democraticamente eleito por 92% dos votos, foi derrubado em um golpe planejado por Washington.
Hoje os EUA impedem o regresso de Aristide ao Haiti, desde a África do Sul, onde está exilado.
O movimento dos povos
deve exigir que o aeroporto do Haiti seja utilizado para os voos que levam ajuda médica de urgência, comida e água, e não tropas dos Estados Unidos.

O povo do Haiti necessita de alimentos, água e ajuda médica, não de uma ocupação militar.
USA controlan militarmente Haiti ~~> EUA controlam militarmente o HAITI.

Por que os EUA é que decidem que aviões podem aterrizar no Haiti para ajuda humanitária?





El presidente venezolano, Hugo Chávez, denunció este domingo que Estados Unidos está aprovechándose de la situación tras el terremoto que azotó Haití el pasado martes, para ocupar la nación caribeña y tener el control del Gobierno y les recomendó enviar médicos y equipos de rescate "que bastante tienen".

"Estados Unidos se aprovecha de lo que dejó el terremoto para ocupar Haití", reclamó el mandatario en su programa "Aló, Presidente", luego de rechazar la presencia de más de miles de "marines" estadounidenses al país afectado "armados como si fuera una guerra".

Hizo un llamado a su homólogo, Barack Obama, para que mande a Haití hospitales de campaña y equipos médicos "en vez de tantos soldados armados".
"La prioridad es salvar vidas, no importa tanto el dinero, hay gente todavía atrapada bajo los escombros", exclamó el mandatario y llamó a los pueblos que prestan ayuda a Haití a que se debe vacunar e inmunizar a los damnificados ante el riesgo de un brote de enfermedades.

El mandatario dio las declaraciones al tiempo que saludaba a canciller Nicolás Maduro, quien anunció la zarpada de un barco con más de 5 mil toneladas de alimentos, medicamentos y agua hacia Haití, gracias a la colaboración de los países de la Alianza Bolivariana de los Pueblos de América (ALBA).

Asimismo, informó de la ayuda prestada por el Gobierno Ruso que envió dos aviones de gran capacidad de carga para que en conjunto con Venezuela, se envíe más insumos al pueblo afectado.

Maduró también anunció la partida de una nueva avanzada de soldados venezolanos que llevarán 14 toneladas de alimentos y medicinas a los haitianos.

Venezuela enviará combustible

Venezuela donará a Haití un carguero con 225 mil barriles de diesel y gasolina, para ser trasladados a la zona de desastre.

"El pueblo venezolano dona el combustible que sea necesario para el pueblo de Haití para (suministrar a) los hospitales, para (alimentar) las plantas eléctricas que Cuba ha estado instalando. Hay que empezar a recuperar la vida en ese país", dijo el presidente Chávez.

"Que el pueblo de Haití sepa que vamos a enviarle lo que requiera de combustible. Ahí no podemos ser pichirres (egoístas) ni nada", señaló.

El primer buque carguero, que partirá de las costas venezolanas el lunes por la mañana, llegará a primera hora del miércoles a la Refinería Dominicana de Petróleo (Refidomsa).

"Estamos coordinando con el presidente dominicano (Leonel Fernández) quien puso a la orden el terminal allá", explicó Chávez.

El gobierno venezolano ha enviado distintos cargamentos con alimentos, agua y medicinas a través de un puente aéreo activado pocas horas después del terremoto.
Garcia: se países ricos tivessem ajudado antes o Haiti a tragédia teria sido menor

O assessor para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, afirmou que a tragédia provocada pelo terremoto no Haiti teria sido menos catastrófica se a comunidade internacional tivesse atendido os apelos do Brasil, ajudando financeiramente o país.
“O problema do Haiti era um problema de segurança. Era um problema de estabilização, mas era fundamentalmente um problema de natureza social. Há três e quatro anos estamos clamando pelo mundo afora para que se aumente a ajuda para o Haiti”,
disse o assessor do presidente.
Marco Aurélio Garcia acrescentou que diante da devastação do território haitiano, a comunidade internacional não pode mais fechar os olhos para a situação do povo do Haiti.
“Temos que aproveitar pelo menos isso, se é que se pode dizer que houve um lado bom nessa catástrofe, que é justamente que a comunidade internacional não tem hoje mais desculpa para dizer que o Haiti não é um problema dela. É sim, é sim um problema dela”, enfatizou.

Bolívia defende reunião de emergência da ONU para tratar da ocupação dos EUA em Porto Príncipe

O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou na quarta-feira, 20, que seu governo pedirá à ONU uma reunião de emergência para “repudiar e rejeitar a ocupação militar dos Estados Unidos” no Haiti.
“Não é possível que os Estados Unidos usem uma desgraça natural para invadir e ocupar militarmente o Haiti”, afirmou Morales, que qualificou de “desumana, selvagem e oportunista” a mobilização das Forças Armadas americanas.
“Vamos pedir, através da Chancelaria, às Nações Unidas uma reunião de emergência para repudiar e rejeitar esta ocupação militar dos Estados Unidos ao Haiti”, anunciou o presidente boliviano. Morales lembrou que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, garantiu em fóruns internacionais que quer ter parceiros e relações diplomáticas de respeito mútuo com os outros países.
“Ser parceiro ou ter relações diplomáticas não se faz com ocupação militar, nem com tropas militares, nem com bases militares”, disse o presidente boliviano, que espera “um pronunciamento de todos os povos do mundo e das forças sociais rejeitando esta intervenção e ocupação militar no Haiti”.
Morales indagou ainda “quanto dinheiro, quanto alimento ou quanta água” serão destinados para abastecer os 12 mil soldados que os Estados Unidos mandaram ao Haiti e considerou que esse dinheiro “deveria ser consumido pelos desabrigados” pelo terremoto, e não por tropas estrangeiras.
O presidente boliviano disse ter esperança de que o próprio povo americano rejeitará “o uso abusivo” de seus recursos econômicos, e para isso insistiu em qualificar a ação como “intervenção militar”.
Evo Morales concluiu dizendo que o governo boliviano continuará defendendo a dignidade e soberania de todos os povos do mundo.
“Os tempos de império estão terminando: agora é o tempo de povos”, finalizou o presidente boliviano Evo Morales.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

TERREMOTO NO HAITI - SOCORRO E SOLIDARIEDADE AO HAITI

http://pt.wikipedia.org/wiki/Haiti

Maior terremoto em 200 anos
deixa capital do Haiti em ruínas

Mais de 200 membros da missão da ONU continuam desaparecidos.
Os mortos podem ultrapassar 50 mil; ruas inteiras, favelas, o palácio de governo, o parlamento, ministérios, hospitais, escolas e igrejas foram reduzidos a escombros

A capital do Haiti, Porto Príncipe, foi arrasada por um terremoto com intensidade de 7,3 graus na escala Richter, às 16h50 de terça-feira dia 12, que foi seguido por dois abalos secundários de mais de 5 graus por volta de 20h, e outras dezenas depois.
O epicentro foi a 15 km da capital e 10 km de profundidade.
Dois milhões de pessoas vivem na capital, a maioria em favelas.

O maior terremoto em 200 anos deixou em escombros ruas inteiras, favelas, o palácio de governo, o parlamento, ministérios, o hotel usado como QG da missão da ONU, hospitais, escolas, igrejas, supermercados, e o número de mortes, segundo o presidente René Préval, pode ultrapassar 50 mil.
Entre os mortos, 11 militares brasileiros e a coordenadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, em visita ao país.
Mais de 200 integrantes da missão da ONU continuam desaparecidos e o tunisiano Hedi Annabi, chefe da missão da ONU, e seu vice, o brasileiro Luis Carlos da Costa, morreram no desabamento do prédio do QG da força de paz.

Um país destruído.
Pela segunda noite consecutiva, multidões passaram a noite nas ruas, em meio aos destroços e corpos em decomposição, com temor de novos abalos.
Não há água nem luz, e o serviço de telefones deixou de operar.
Um cheiro terrível, mas, segundo o repórter da BBC, Nick Davies,
o que mais chama a atenção é a quantidade de corpos sob cobertores por todo lado,
pessoas vagando em estado de choque e
o barulho de choro e de rezas.
Muitas crianças.

Os feridos são conduzidos a precários hospitais e ao que restou do serviço médico. Os três principais hospitais foram destroçados.
Os trabalhos de resgate continuam sendo feitos ainda de forma bastante improvisada, por numerosos voluntários que cavam escombros de prédios derrubados com as próprias mãos, em busca de sobreviventes ou corpos, e pelas equipes da força de paz.
O coronel Alan Sampaio Santos, chefe de comunicação social do batalhão brasileiro no Haiti relatou o esforço dos militares para resgatar as vítimas e ajudar os feridos.
AEROPORTO
O aeroporto de Porto Príncipe, apesar da torre de controle danificada, voltou a operar visual-mente.
Já aterrizou o avião brasileiro trazendo as 14 toneladas de ajuda, o ministro da Defesa Nelson Jobim e o embaixador brasileiro, que se encontrava em Brasília no momento do terremoto.

Para o Brasil, as prioridades são
dar sepultura aos mortos,
socorrer os feridos,
distribuir água e comida,
remover destroços e
reforçar a segurança nas operações.
Com esse objetivo, serão implantados o mais rápido possível hospitais de campanha.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) já anunciou sua disposição de trabalhar junto com a força de paz para enfrentar os gravíssimos problemas decorrentes do colapso do sistema hospitalar, e evitar epidemias.

Agora, o socorro ao Haiti, e a reconstrução de Porto Príncipe só dependem da vontade política da comunidade internacional.
ANTONIO PIMENTA
http://www.horadopovo.com.br/




Cuerpos de algunas de las víctimas del terremoto de 7.3, envueltos en sabanas. (Foto: Agencias)

Brasil lidera ação de solidariedade ao povo haitiano

Número de mortos pode ultrapassar 50 mil, diz presidente René Préval

O governo brasileiro anunciou uma doação de US$ 15 milhões – a maior já feita pelo Brasil a um país necessitado - para ajudar a população do Haiti a enfrentar a tragédia deixada pelo maior terremoto já ocorrido ali nos últimos 200 anos.
O governo brasileiro já enviou na quarta-feira para a capital haitiana, Porto Príncipe, um Hércules C-130 - com 14 toneladas contendo açúcar cristal, embutidos, sardinha e água.

Brasil doa
US$ 15 milhões e 28 toneladas de
alimentos ao Haiti

Presidente Lula determinou todos os esforços para ajudar o povo haitiano vítima do terremoto
O governo brasileiro anunciou uma doação de US$ 15 milhões para colaborar na ajuda humanitária à população do Haiti, país devastado pelo maior terremoto já ocorrido ali nos últimos 200 anos.
A informação foi dada na quarta-feira (13) em solenidade realizada em Brasília.
O presidente Lula informou também que está estimulando o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a intensificar a ajuda e participar conjuntamente com o Brasil na solidariedade ao país centro-americano.
O presidente do Haiti, René Préval, estimou que mais de 50 mil pessoas podem ter morrido na tragédia, entre elas 12 brasileiros.
O governo brasileiro enviou na quarta-feira para a capital haitiana, Porto Príncipe, um avião - um Hércules C-130 - com 14 toneladas contendo açúcar cristal, embutidos, sardinha e água.
Uma segunda aeronave partirá em seguida com mais 14 toneladas de alimentos, remédios e água.
A Força Aérea Brasileira (FAB) comunicou que disponibilizou 8 aviões e que o envio de água e alimentos às vítimas da tragédia terá prioridade.
O Ministério da Saúde está embalando o primeiro lote de 10 mil kits contendo 48 medicamentos para situações de emergência para ser enviado ao país caribenho.
O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, relatou que o presidente Lula “determinou que fossem feitos todos os esforços para ajudar”, após reunião que teve ainda a participação de outros ministros, entre os quais Dilma Roussef (Casa Civil) e Nelson Jobim (Defesa).

O presidente Lula decretou luto oficial de três dias e pediu um minuto de silêncio, durante cerimônia em Brasília, em homenagem às vítimas do desastre.
Ele ressaltou em entrevista, após o evento, que tudo deve ser feito para ajudar o Haiti.
“Vamos fazer o que estiver ao nosso alcance para ajudar. O país não tem recebido recursos com a rapidez que deveria. Temos que colocar como prioridade a ajuda ao Haiti”, disse Lula, ressaltando que espera compreensão do povo brasileiro pela decisão de doar US$ 15 milhões à nação assolada pelo terremoto de 7 graus na escala Richter.
“Acho que haverá compreensão do povo brasileiro e do Congresso Nacional que nessas horas precisamos colocar a mão no bolso para ajudar. Vamos dar ajuda exatamente naquilo que eles estão precisando”, afirmou.
“O grande problema é para a coordenação desta ajuda”, explicou o chanceler Celso Amorim.
“O aeroporto de Porto Príncipe sempre foi precário. Há uma precariedade básica que agora está evidentemente agravada”, disse o ministro.
“Mas não há impedimento para que a ajuda humanitária possa chegar lá”, completou.
A Força Aérea Brasileira (FAB) já enviou 13 toneladas de suprimentos às vítimas do terremoto.
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) também colocou à disposição 14 toneladas de alimentos (açúcar, leite em pó, sardinha e fiambre) para o Haiti.
De acordo com o general Carlos Alberto Neiva Barcellos, chefe do setor de Comunicação Social do Exército, logo após a tragédia a população haitiana acorreu em direção à principal base brasileira no Haiti em busca de ajuda humanitária.
O Brasil, que lidera as tropas de paz da ONU no Haiti, participa da Minustah - como é chamada a missão de paz - com 1.266 militares.
O contingente total da missão das Nações Unidas é de 9.065 pessoas, sendo 7.031 militares, segundo dados de novembro.
O cabo do Exército Francisco Socorro de Lima Feitosa telefonou na quarta-feira para sua mulher, Jurascenir Modesto, e informou que os militares da missão no Haiti estão trabalhando intensamente no socorro das vítimas.
Ainda de acordo com o relato do militar, um dos acampamentos onde os militares brasileiros vivem foi totalmente destruído.
“Mas nenhum deles do Acre foi atingido”, disse Feitosa.
Entre os onze militares brasileiros mortos está o soldado Tiago Anaya Detimermani, de Cachoeira Paulista. Ainda abalado pela perda do filho, o motorista Wagner Carlos Detimermani, 49 anos, disse que seu filho honrou a farda.
“A lembrança que vou guardar era do meu filho sempre sorrindo. Ele era bastante feliz. Quando se entra no Exército, é preciso honrar a farda. E ele fez isso”, afirmou Wagner.
Segundo o general Carlos Alberto Neiva Barcellos, um dos maiores obstáculos agora é o excesso de escombros pelas ruas de Porto Príncipe, que estão inviabilizando o deslocamento de veículos.
Ele reafirmou que a população civil haitiana tem se deslocado “em massa” para o Comando do Batalhão brasileiro.
Segundo ele, essas pessoas estão procurando socorro e auxílio no resgate dos feridos e estão sendo atendidos pelos militares.
A ajuda financeira anunciada pelo governo brasileiro para as vítimas do terremoto é a maior ajuda que o Brasil já enviou a outro país nos últimos anos e virá do orçamento do próprio Itamaraty.
A Palestina foi o país que anteriormente tinha recebido o valor mais alto do governo brasileiro: US$ 10 milhões.
Em telefonema ao presidente dos EUA, Lula disse que insistiu muito junto a Barack Obama para que os dois líderes coordenem uma reunião de todos os países que estão fazendo doações ao Haiti. Segundo Lula, isso pode tornar essas ações mais eficazes. Ele disse que enviou o ministro Nelson Jobim para o Haiti para verificar a situação do país e tomar todas as providências que forem necessárias.
O comandante do Exército brasileiro, Enzo Peri, que já está no Haiti, confirmou a morte de 11 militares e disse que oito estão desaparecidos – três deles estariam sob escombros no forte 22, local que ficou totalmente destruído - e nove feridos. Para ajudar os militares que integram a missão de paz nos trabalhos de resgate as vítimas e na reconstrução das regiões mais afetadas, o Centro de Comunicação Social do Exército informou que, além da ajuda material, o país enviará mais soldados nos próximos dias a Porto Príncipe.
ANDRÉ AUGUSTO/SÉRGIO CRUZ

Cruz Roja haitiana calcula entre 45 mil y 50 mil fallecidos
14/01/10. Pese a que aún no hay una cifra definitiva de las víctimas del terremoto de 7,3 del martes pasado en Haití, la Cruz Roja local calcula que podría rondar los 45 o 50 mil fallecidos.
Presidenta argentina despide delegación de expertos que ayudarán en Haití
14/01/10. Mientras despedía a la misión, la mandataria argentina dialogó con el personal de apoyo que no había ido a la nación caribeña para prepararlos ante lo que verán en el país más pobre de América, azotado por un terremoto de magnitud 7.3 el martes.
Niños haitianos son los más afectados tras el terremoto
14/01/10. Para aliviar un poco el catastrófico ambiente, el Fondo de Naciones Unidas para la Infancia instaló casas de campaña para dar refugio a los miles de niños que han quedado huérfanos, en los que le ofrecen alimentos y espacios para actividades recreativas y escolares.
Más de mil heridos en Haití han sido atendidos por médicos cubanos
14/01/10. Cuba ha estado entre los primeros países que dijo presente para tender su mano y prestar toda la ayuda posible a Haiti. Alimentos, bebidas, medicina y un gran personal en materia de salud ha llegado a la nación para socorrer a las miles de víctimas del terremoto de magnitud 7,3 en la escala de Richter registrado este martes
Ban Ki-Moon confirma muerte de 22 trabajadores de la ONU en Haití
14/01/10. La máxima autoridad de este organismo aseguró que existe un centenar de trabajadores de la ONU que aún se encuentran desaparecidos, entre ellos, el responsable de la Misión de Estabilización en Haití, Hédi Annabi. Ban dijo tener la esperanza de que aún se pueda encontrar personas con vida bajo los escombros luego que hayan pasado 48 horas del desastre.
Obama anuncia envío de 100 millones de dólares para Haití
14/01/10. El mandatario estadounidense aseguró que se estarán enviando equipos médicos y de rescate para poder ayudar a los habitantes de esta isla luego que fuera azotada por un fuerte temblor que destruyó casi un 60 por ciento de su capital hace 48 horas.
Cruz Roja espera llegada de refuerzos para socorrer víctimas de Haití
14/01/10. El portavoz de la organización internacional indicó que el número de víctimas es muy grande y no han podido cubrir las necesidades de todas las personas. Informó que llegaría más ayuda humanitaria y nuevo personal para apoyar en las labores de rescate y salvamento.
Gobierno dominicano abrió centro de acopio para recolectar ayudas que enviará a Haití
14/01/10. Pese al conflicto histórico de orden político y migratorio que ha marcado las relaciones entre Haití y República Dominicana, la catástrofe que hace dos días ensombreció al pueblo haitiano no ha impedido la celeridad en el envío de toda la ayuda necesaria por parte del Gobierno dominicano para hacer frente a las emergencias de su vecino, así como la apertura de un centro de acopio en una fortaleza que limita entre ambas islas.
Cuba envió a Haití nuevo contingente de médicos especializados en desastres
14/01/10. El Gobierno de Cuba se apresuró a enviar 152 colaboradores médicos de una Brigada especializada en desastres hacia Puerto Príncipe, para unirse al resto de las personas procedentes de otros países que están instaladas en la capital haitiana desde el comienzo de esta tragedia, para prestar servicios médicos y dar asistencia inmediata a las miles de víctimas, que se mantienen en refugfios improvisados y padecen la carencia de alimentos, medicamentos y agua potable.
Comunidad internacional continúa enviando ayuda humanitaria a Haití
14/01/10. Aún no se determina la cifra de muertes dejadas por el sismo, pero el Gobierno haitiano estima que los decesos pueden ser decenas de miles. La comunidad internacional se ha solidarizado con el país caribeño desde el pasado miércoles con el envío de ayuda humanitaria.
Latinoamérica solidaria con Haití
13/01/10. Gobiernos solidarios de Latinoamérica, enviaron recursos humanos, equipos médicos, toneladas de comida y medicinas, para atender la emergencia que ha conmovido a la comunidad internacional, por la magnitud del desastre natural que azotó Haití.
Presidente de Venezuela manifiesta solidaridad con el pueblo de Haití
13/01/10.
República Dominicana enfocará sus esfuerzos en ayudar a Haití
13/01/10. El ministro confirmó que se había levantado la alerta roja en 17 provincias de la isla tras la amenaza de tsunami. Señaló que en este momento su país se enfocará en apoyar a Haití enviando ayuda humanitaria a la vez que pondrán su espacio aéreo, marítimo y terrestre para que otras naciones del mundo puedan hacer llegar sus aportes.
Cruz Roja estima que son tres millones los afectados por terremoto en Haití
13/01/10. Paul Conneally informó que existe ''una destrucción masiva en los principales barrios'' de Puerto Príncipe, y recordó que por lo poco preparado, el pueblo haitiano podría sufrir una de las peores tragedias de su historia.
Ban Ki-moon considera ''una tragedia'' lo sucedido en Haití y pide ayuda internacional
13/01/10. La máxima autoridad de este organismo internacional afirmó que existía una gran emergencia humanitaria y es por ello que hizo un llamado a la comunidad mundial para que envíen sus aportes. Hasta los momentos se ha confirmado la muerte de cinco personas que trabajaban en la sede de la ONU, además de cuatro militares brasileños y el fallecimiento del arzobispo de Puerto Príncipe.
Venezuela envía misión humanitaria y de paz hacia Haití
13/01/10. Las autoridades venezolanas enviaron a Haití personal médico, efectivos bomberiles, rescatistas y expertos en evaluación de daños, además de fármacos, artículos de primeros auxilios y alimentos, como muestra de apoyo y solidaridad a la nación caribeña.
Gobierno de Venezuela expresa su consternación por lo sucedido en Haití
13/01/10. El Ministerio de Relaciones Exteriores venezolano hizo un llamado a toda la comunidad internacional para que envíe sus aportes al pueblo haitiano, informó sobre el arribo de personal humanitario que colaborará tanto en la parte médica como en el rescate de las víctimas.
Reportan 200 desaparecidos por derrumbe de hotel tras terremoto en Haití
13/01/10. Para este miércoles se espera la llegada de varios contingentes de ayuda procedentes de distintos países para asistir a los ciudadanos de Haití, tras el devastador movimiento telúrico que desoló a la isla este martes, y que acabó viviendas, escuelas, un hospital, un hotel y varios edificios más, en una de las peores tragedias que ha vivido el país y de la cual aún se desconoce el número de víctimas mortales y heridos en totalidad.
Con aporte de Venezuela comienza a fluir ayuda internacional hacia Haití
13/01/10. Diversas naciones del mundo han atendido el llamado de foros mundiales y regionales, como la Organización de la Naciones Unidas (ONU) y la Organización de Estados Americanos (OEA), para ofrecer solidaridad al afectado pueblo de Haití.
Solidaridad internacional con Haití tras devastador terromoto
12/01/10. Países del mundo se solidarizan con el pueblo de Haití, que este martes fue víctima de un terremoto que dejó pérdidas materiales y hasta ahora no se han reportado fallecidos. Personal de ayuda técnica, de desastre, defensa civil y aportes económicos son las principales ayudas que rebirán el país caribeño.
Casas y edificios públicos colapsados en Haití por fuerte terremoto
12/01/10. El primer sismo registró una magnitud de 7,3 en la escala de Richter y fue seguido de varias réplicas, una de las cuales alcanzó casi los 6 puntos. El Instituto Geofísico estadounidense (USGS) lanzó una alerta de tsunami en cuatro países. Medios locales reportan el colapso de un hospital en Haití y la existencia de 50 heridos en Puerto Príncipe.
Terremoto no Haiti - Parte 1- Haitiana diz o fim do mundo começou
'Quando olhei para o lado, vi um prédio desabando', diz brasileiro em missão no Haiti
Duas semanas atrás, eu tinha visto o filme 2012. Simplesmente me senti no meio da cena. Pessoas gritavam, e corriam desesperadas para se protegerem. Sentiamos o chão se movendo em ondas. Muita poeira começou a subir. Voltamos para a viatura e saímos rapidamente para a base que estava a uns 2 quilômetros do local.No trajeto, vimos as casa caindo, pessoas saindo no desespero, carros parados, pessoas na rua toltamente perdidas. Foi uma experiência unica em minha vida.

Veja onde ter informações e como ajudar as vítimas no Haiti

O terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu a capital do Haiti, Porto Príncipe, na terça-feira, deixou diversos mortos e feridos. Confira como fazer doações para os atingidos e onde buscar informações sobre os brasileiros que estavam no Haiti.

Como doar

Os interessados em ajudar as vítimas do terremoto no Haiti podem fazer um depósito nas contas da ONG Viva Rio e também do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. As doações para a Organização das Nações Unidas (ONU) devem ser feitas para a ONG Viva Rio.

ONG Viva Rio: Banco do Brasil
Agência 1769-8
Conta 5113-6

Cruz Vermelha
Banco HSB
Agência 1276
Conta 14526 - 84
Aos interessados em fazer depósito online, o CNPJ do Comitê Internacional da Cruz Vermelha é 04.359688/0001-51.

Onde obter informações
Informações sobre brasileiros no Haiti
O Ministério das Relações Exteriores instalou uma sala de crise sobre o Haiti.
O gabinete ficará 24 horas em funcionamento.
Informações podem ser obtidas junto ao Núcleo de Assistência a Brasileiros, nos seguintes telefones:
(0xx61) 3411.8803(0xx61) 3411.8805(0xx61) 3411.8808(0xx61) 3411. 8817(0xx61) 3411.9718 (0xx61) 8197.2284.

Busca por familiares
O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) criou um site especial para ajudar milhares de pessoas no Haiti e no exterior a encontrar a familiares desaparecidos no devastador terremoto que assolou o país mais pobre das Américas na terça-feira.
O endereço do site é: www.icrc.org/familylinks

Terremoto
Um terremoto de magnitude 7 na escala Richter atingiu o Haiti nessa terça-feira, às 16h53 no horário local (19h53 em Brasília). Com epicentro a 15 km da capital, Porto Príncipe, segundo o Serviço Geológico Norte-Americano, o terremoto é considerado pelo órgão o mais forte a atingir o país nos últimos 200 anos.
Dezenas de prédios da capital caíram e deixaram moradores sob escombros. Importantes edificações foram atingidas, como prédios das Nações Unidas e do governo do país. No entanto, devido à precariedade dos serviços básicos do país, ainda não há estimativas sobre o número de vítimas fatais nem de feridos.



segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

HUGO CHÁVEZ LUTA CONTRA A ESPECULAÇÃO

Hugo Chávez 1/3 Lucha contra la especulación de la burguesía ladrona, Aló Presidente


Presidente Chávez anuncia números telefónicos para denunciar a acaparadores y especuladores

Los números telefónicos a disposición de todos los venezolanos y venezolanas son:

* 0212-806-82-81 * 0416-607-06-52 *

Por su parte el ministro de Comercio Eduardo Samán puso a la orden con el mismo fin el número * 0 800 RECLAMA (0800 732-52-62) del Indepabis

http://www.aporrea.org/contraloria/n1...

Pueblo denuncia a los acaparadores pluscuálidos

Hugo Chávez, los pluscuálidos serán perseguidos, lucha contra la especulación burguesa

Respuesta al aumento de precios tras anuncio de medidas

Gobierno diseñará plan ofensivo contra la especulación

El Presidente explicó que no hay razones para aumentar los costos.

Advirtió a los dueños que se sumen a trabajar con el Gobierno y reflexionen o se les aplicará la ley. Llamo al pueblo a no dejarse robar y denunciar la especulación.

Prensa Web RNV/ Prensa Presidencial

10 Enero 2010, 05:32 PM

El presidente Hugo Chávez instruyó al Gabinete económico a diseñar un plan ofensivo contra la especulación, en respuesta al incremento de los precios que han anunciado los dueños de los comercios tomando como pretexto las medidas de la política cambiaria anunciadas por el jefe de Estado el pasado viernes.

"Instruyo a Carrizalez (vicepresidente de la República) a coordinar este mismo domingo una reunión y que me invites al Ejército, la Guardia Nacional, la Milicia, el Ministerio del Poder Popular para las Comunas, el Seniat, Indepabis, y demás, para que mañana me mandes las primeras líneas de un plan contra la especulación. No es un plan defensivo, es un plan ofensivo", dijo este domingo en el programa Aló Presidente 347.

El jefe de Estado explicó que en este momento no hay razones para aumentar los precios de los productos que fueron importados con el dólar a 2,15.

"En este momento no hay ninguna razón para que nadie esté incrementando los precios, absolutamente de nada. Cuando haga falta, el Gobierno es el primero en reconocerlo como lo hemos hecho con algunos rubros, producto de un estudio"."Incluso los que hoy tienen negocios y ventas de artículos, los que fueron importados, los importaron con el precio viejo del dólar; no hay ninguna razón para incrementar los precios", reiteró.

Envió una advertencia a los que quieren aprovechar los anuncios hechos por el Gobierno para desestabilizar el país y llenar de temores a la gente, partiendo de que "tuvimos información de que algunos comerciantes cerraron porque van a poner el etiquetado nuevo".

"Yo les hago un llamado a que no lo hagan, y al pueblo a que no permitan que lo roben. Yo llamo a los dueños a que reflexionen. Yo comienzo haciendo un llamado a trabajar juntos, y para ello he dado instrucciones al Gabinete económico, vamos a trabajar".

Ahora, "si no, les vamos a aplicar la ley, y pido mucha rigurosidad en esto. Vamos a dar una batalla contra la especulación. Llamo al pueblo todo, al gobierno todo, en todos sus niveles, a la Fuerza Armada. Quiero que la Guardia Nacional se vaya a la calle con el pueblo a luchar contra la especulación y a tomar medidas".

También hizo un llamado al pueblo para que denuncien al especulador, y "nosotros intervengamos cualquier negocio de cualquier tamaño que se preste al juego de la burguesía especuladora".

"La Guardia vaya, intervenga con Indepabis y un fiscal, y yo soy capaz de quitarle la carnicería al dueño y dársela los trabajadores que allí trabajen. Se trataría de una transferencia de propiedad", indicó.

El Presidente de la República Bolivariana de Venezuela anunció el pasado viernes un ajuste cambiario para impulsar la producción nacional y las exportaciones.

El valor del dólar pasó de 2,15 a 2,60 y se creó un nuevo tipo de cambio llamado dólar petrolero cuyo valor es de 4,30 bolívares.

http://www.rnv.gov.ve/noticias/index....

La especulacion es un crimen contra el pueblo! un abuso contra todos, sacan mucho provecho escondiendo los productos creando un caos y de alli subin los precios de los productos!Batalla contra la especulacion! Godsoldier2012

Me parece muy bien que el estado intervengapara frenar la especulación que se da en el capitalismo neoliberal. motowoman

Governo cria posto de denúncias contra a especulação

Prensa Web RNV/ Prensa Presidencial
11 Enero 2010, 08:12 AM

Um posto de comando para denunciar a especulação pôs ao serviço do povo o presidente Hugo Chávez no Palácio de Miraflores e designou a Pedro Lastre como encarregado.

Posterior ao anuncio das medidas econômicas adotadas pelo Governo Nacional uma grande afluência de pessoas se aproximou aos comércios a realizar compras nervosas de eletrodomésticos, referiu o Mandatário.

Devido a estes fatos chamou aos comerciantes a vender ao preço justo.

Manifestou sua desconformidade com que os produtos que foram obtidos com dólar a Bs. 2,15 sejam vendidos como si fossem obtidos com divisa do novo nível localizado a 4,30 dólares.

O presidente Chávez lhe fez um chamado à povoação a que se faça controladoria social denunciando aos comerciantes especuladores e açambarcadores.

Para tal fim subministrou os números telefônicos do posto de comando de denúncias, que são os seguintes: 0210 806-82-81 e 0414 607-06-52 ou se comunicar ao 0800 RECLAMA (0 800 7325262) criado pelo Ministério do Poder Popular para o Comércio que estará às 24 horas do dia ao serviço do povo.

“Denunciem diretamente em Miraflores, cada Governador, cada General, e que o povo tenha como denunciar rápido. Algum celular e logo vamos ampliando a rede de mensagens. A que lhe roubaram denunciem em Miraflores e de imediato procederemos a atuar, em base a gravidade da situação”.

Pela outra parte, a presidenta da Assembleia Nacional, Cilia Flores, informou que a diretiva do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) levará a informação das medidas, que adotou o Governo a passada sexta-feira, as patrulhas do PSUV, aos Conselhos Comunais e aos jovens para que estejam bem informados.

Agregou que de ser necessária, a Assembleia Nacional acompanhara ao lnstituto para a Defesa das Pessoas no Acesso aos Bens e Serviços (Indepabis) para enfrentar o açambarcamento e a especulação.

Pediu a deputada Cilia Flores fazer seguimento da situação do país e designar a uma equipa de jurista

“sim fizesse falta uma lei especial para lutar contra os pluscuálidos e os pluscualidismo (especuladores). Não importa, fazemos uma lei sim fizesse falta pero crio que com as que temos é absolutamente suficiente”.

http://www.rnv.gov.ve/noticias/index.php?act=ST&f=32&t=116970

"Vamos fazer uma batalha contra a especulação", afirmou Chávez.

"Quero que a Guarda Nacional vá para a rua com o povo para lutar contra a especulação e tomar medidas"

"Quero que a Guarda Nacional vá às ruas com o povo para lutar contra a especulação".